A Balada Literária, Liliths e os Olhares sobre elas

Depois de percorrer cidades do Interior (Garanhuns, Triunfo, Arcoverde, Pesqueira e outras) a mostra em audiovisual “Olhares sobre Lilith: Edição Imagética do livro ‘As Filhas de Lilith’” ultrapassa as fronteiras do Estado de Pernambuco e é recebida na Balada Literária, que acontece de 16 a 20 de Novembro de 2011, em São Paulo. Na Casa das Rosas, em plena Avenida Paulista, às 21h30, no próximo dia 19 de Novembro de 2011, será a Abertura Oficial da Exposição, com a presença da escritora Cida Pedrosa e das curadoras do projeto Alice Gouveia e Tuca Siqueira.

Vinte e seis filmes curtos (de três a sete minutos) refazem o universo feminino num abecedário de histórias, memórias, desejos, sonhos e planos em contextos múltiplos, íntimos, macro ou micro – políticos. Um imenso e vasto leque aberto da inventividade de Cida Pedrosa recriado pelo imaginário das 23 realizados e duas idealizadoras e curadoras do projeto.

A videoinstalação tem apoio do SESC – PE e incentivo do Funcultura (Fundarpe / Governo de Pernambuco) que deu suporte inicial aos filmes, numa política de promoção do Audiovisual, Literatura e outras Artes em suas diferentes linguagens e sotaques, fazendo com que os Olhares sob Lilith envolvessem o maior número de cineastas já visto. Que utilizaram as mais variadas técnicas (animação, videodança, stop motion, etc), nos mais variados gêneros (ficção, documentário, comédia, drama, etc), reunindo um grupo de localidades e idades multiplicadas.

As filmagens dos curtas tiveram início no mês de abril deste ano e envolveram uma média de vinte pessoas, para cada produção nos 26 sets de gravação. De Angélica a Zenaide, passando por Berenice, Cecília, Diana, Elisa, Fátima, Grace, Hilda, Ívis, Juanita, Khady, Luiza, Melissa, Nely, Ofélia, Patrícia, Quilma, Rosana, Sihem, Tereza, Úrsula, Wilma, Verônica, Yara, Xênia você vai conhecer e se reconhecer em alguma ou quem sabe todas as personagens de Cida Pedrosa.

Serviço: Mostra Audiovisual “Olhares sobre Lilith: Edição Imagética do Livro ‘As Filhas de Lilith” – Balada Literária – São Paulo. Quando: 19 de Novembro de 2011, Horário: 21h30 – Onde: Casa das Rosas – Avenida Paulista – São Paulo. Informações no site: http://baladaliteraria.zip.net/

 

Edição do Olhares sobre Lilith no SESC Garanhuns

Confira algumas fotos da edição do Projeto Olhares sobre Lilith no SESC Garanhuns.

A abertura, no último dia 16 de Julho, contou com a presença de Cida Pedrosa (autora do livro As Filhas de Lilith), Marcelino Freire (escritor, autor do belo texto de abertura da videoinstalação), além de inúmeras diretoras do projeto. O evento foi um sucesso, lotando todas as seções, e com grande participação do público na mesa redonda. A videoinstalação continua aberta, até o dia 31 de agosto. Clique aqui para saber mais informações.

Agora, no próximo dia 20 de Agosto, o Projeto toma outro formato sendo exibido no encerramento do charmoso Festival de Cinema de Triunfo (saiba mais aqui).

FOTOS/GARANHUNS:


Fotos/registro: Sephora Silva

Olhares sobre Lilith chega no Festival de Inverno de Garanhuns

Garanhuns recebe hoje, às 15h, a primeira edição do Olhares sobre Lilith. A abertura da videoinstalação montada no SESC Garanhuns contará com a presença de várias das 25 diretoras do projeto, além da autora do livro As Filhas de Lilith,Cida Pedrosa, e do escritor e parceiro Marcelino Freire.

Marcelino assina o texto de apresentação da videoinstalação, onde expõe sua identificação com os filmes realizados:

“(…) quando vi esses 26 Curtas, li: o caminho não é caminho. É direção, é curva. A rua a lua. O infinito fica abaixo do umbigo. A caverna. Ser homem não tem mistério.

É uma merda. Um engano. Para mim fiz outros planos. Olhares. Dei à minha respiração outros ares. Pintei nos lábios outras imagens. Na boca novas linguagens.” (trecho do texto de Marcelino)

Saiba mais sobre a abertura aqui.

Concorra ao catálogo digital do Olhares sobre Lilith

Participe e concorra a um DVD (catálogo digital) do Olhares sobre Lilith. Basta acessar a página oficial do projeto no Facebook e simplesmente “curtir”. Você concorrerá a 5 DVDs com os 26 filmepoemas feitos especialmente para o Projeto.

Divulgaremos o resultado neste sábado, dia 16/07, às 16h. Acesse www.facebook.com/sobrelilith e participe!

Resultado da promoção: 1. Bruno Piaffardini
; 2. Andréa Cohim; 3. George Medeiros; 4. Paulo Cristóvão; 5. Mmila Cavalcanti. Parabéns aos premiados! Nossa produção entrará em contato ainda esta semana.

Olhares sobre Lilith circula por mais cidades

Depois da videoinstalação em Garanhuns estão previstas outras aparições do Projeto Olhares sobre Lilith em cidades do sertão pernambucano dentro da Mostra Literária, como Arcoverde, Pesqueira, Buíque. E no Recife, no SESC Casa Amarela, em outubro. Já em novembro a videoinstalação participa da Balada Literária de São Paulo.

O conteúdo do Projeto também toma outras formas de apresentação, com exibição prevista, no formato sequencial, para o dia da premiação do Festival de Cinema de Triunfo (PE), em agosto.

Fique atento, a primeira parada será em Garanhuns durante o FIG 2011. Abertura, já neste sábado, dia 16/07, às 15h, no SESC Garanhuns.

Mesa redonda completa tarde de abertura do Projeto

Escritor Marcelino Freire participa da Mesa Redonda

A multiplicidade de personagens femininas estará reunida no lançamento do Projeto Olhares sobre Lilith, no SESC Garanhuns, próximo dia 16, com uma mesa redonda sobre o diálogo entre poesia literária e audiovisual. A mesa contará com a presença do escritor Marcelino Freire (Prêmio Jabuti de Literatura, 2006), Cida Pedrosa (autora do livro “As Filhas de Lilith”) e diretoras do Projeto. Início às 16h, logo após a abertura da videoinstalação no mesmo local. Acesso Gratuito.

Preparem os corações, elas estão chegando…

(texto atualizado 08/07/2011)

O universo feminino sai do imaginário para as telas. As idealizadoras e curadoras do projeto Olhares sobre Lilith: Edição Imagética do livro As Filhas de Lilith, Tuca Siqueira e Alice Gouveia, convidaram há alguns meses outras 23 realizadoras. Juntas, as 25 cineastas tornaram os poemas do abecedário de Cida Pedrosa 26 curtas que estarão reunidas numa inusitada vídeoinstalação montada no SESC Garanhuns. Com abertura prevista para o próximo dia 16 de Julho, às 15 horas, a videoinstalação ficará em cartaz durante o Festival de Inverno de Garanhuns, permanecendo aberta ao público até o dia 31 de Agosto.

Audiovisual, Literatura e Artes Plásticas, Olhares sob Lilith envolve o maior número de realizadoras do audiovisual pernambucano já visto. O projeto conta com o incentivo do Funcultura (Fundarpe/Governo de Pernambuco) e o apoio cultural do SESC-PE. Para a produção dos 26 curtas – com duração média de quatro minutos cada – o time de diretoras do Projeto, algumas cineastas experientes outras jovens realizadoras, contaram com diversos profissionais em suas equipes, dinamizando bastante o mercado cinematográfico pernambucano.

As filmagens iniciadas em abril deste ano envolveram uma média de vinte pessoas, para cada produção. Basta multiplicar por 26 sets. De Angélica a Zenaide. Passando por Berenice, Cecília, Diana, Elisa, Fátima, Grace, Hilda, Ívis, Juanita, Khady (que ilustra a tradição de meninas com clitóris cortados), Luiza, Melissa, Nely, Ofélia, Patrícia, Quilma, Rosana, Sihem, Tereza, Úrsula, Wilma, Verônica, Yara, Xênia. Todas personagens do livro de Cida Pedrosa.

Abertura: 16 de Julho (Sábado), 15hs, SESC Garanhuns.
*Acesso gratuito, com restrição de idade (não será permitida a entrada de menores de 18 anos). Parte dos filmes – assim como alguns poemas – são de conteúdo adulto.

Cida Pedrosa comenta filmepoema Khady

Cida Pedrosa (Foto: Tuca Siqueira)

Confira comentário da autora do livro “As Filhas de Lilith” a respeito do filmepoema Khady, das diretoras Márcia Mansur e Hanna Godoy:

“Me cortei inteira. este foi o último poema a ser escrito. o livro não era publicado pois esse poema não saia. No dia que consegui escrevê-lo, de um fôlego só, chorei todas as minhas liliths e encerrei o livro. Tão forte quanto meu poema, sei que será a dança desse balanço. Acho que conseguirmos dividir a mesma dor”. (Cida Pedrosa)

Hanna Godoy fala sobre a vídeodança Khady

Confira aqui o comentário da diretora Hanna Godoy sobre a produção de Khady:

“Completamente embebida, curada, macerada após contato profundo com uma menina sem rosto, por serem muitas, milhares, mas com um código de acesso que responde ao chamado: Khady. Imediatamente me vi e aos meus parceiros de trabalho, encharcada de dor e sangue. Através da poesia de Cida Pedrosa e tal olhar profundo das insubmissas Filhas de Lilith que me confiaram Khady eu pude me indignar mais, me confortar cada vez menos com mundos paralelos de verdades tão ácidas como uma cicatriz que nunca fecha totalmente. Comecei pela poesia, passei para fotografias, busquei vídeos retornei a textos, ‘terríveis’ conversas com Mansur, tudo para a composição do que hoje chamamos ‘Khady – Sangrento Corte Íntimo‘. Optamos pela realização de um vídeodança. Será que para aliviar o tema, para torná-lo menos sombrio? Com certeza não. É um filme de horror, não tem como não ser. Buscamos muitas referências, as quais poderia enumerar, mas foi do íntimo dessas meninas mutiladas que nasceu lacerado o nosso roteiro”.  (Hanna Godoy)